!!Watchmen nas telonas. Eu estou contando os minutos e você?!!

20 de jun de 2007


Você já ouviu falar de Wathcmen? Não, não é uma nova banda para o Tim Festival, pelo contrário, é o mais importante e clássico gibi escrito em toda a historia em quadrinhos do segmento ‘heróis’. Esta obra-prima da nona arte já começou a sua pré-produção para se tornar filme há mais de dois meses, está selecionando atores para os papeis principais e deve iniciar suas gravações em meados de Setembro.

Quem é o diretor? Zack Snyder. Quem? O cara por trás de um grande sucesso de bilheterias deste ano, por coincidência outro clássico dos quadrinhos: ‘300’ de Frank Miller. Watchmen foi escrito pelo melhor argumentista de quadrinhos de todos os tempos, o mago Alan Moore – que teve mais obras suas adaptadas para o cinema e que foram criticadas tanto por ele quanto por seus fãs: “Do Inferno”, “A Liga Extraordinária”, “Constantine” e “V de Vingança” (tirando os últimos dois que deram boa renda, os primeiros foram grandes fracassos para os estúdios e deram mais pano para as mangas de reclamações de Moore).

Aqui vão algumas declarações de Zack para um jornal ontem e que me deixaram muito, mas muito feliz mesmo:

“A Warner Bros. me deu de presente um Aston Martin depois de 300, o que foi uma gentileza. Mas eu não posso fazer com Watchmen o que me der na telha, como dizem", começou. "E há uma pressão para fazer uma continuação de 300. Pessoalmente, não tenho idéia do que é possível fazer. Eu teria que esperar Frank [Miller, autor da HQ que deu origem ao filme] escrever e depois teria que pensar se é uma boa idéia. As pessoas me pedem uma continuação de Madrugada dos Mortos, daí eu digo que dá pra combinar os dois filmes, já que você bem sabe o que acontece com os espartanos no final de 300."

"Com Watchmen ainda é difícil, porque estamos indo para um filme de censura R [menores de 17 só podem ver com aval dos pais], o que é um risco em termos de bilheteria. E é difícil para o estúdio acreditar em um filme que tem super-heróis falíveis. De certo modo, eles me deixaram fazer o que eu queria com 300 porque me deram pouco dinheiro. Com Watchmen é a mesma coisa. E eu não diferencio o filme do marketing do filme. Eu fico pensando 'que cenas vou incluir no trailer?', 'que imagens vão atrair o público'. Não pensar desse jeito é ser naïve no meio do processo", continua.


"Quais são as imagens que eu preciso aqui? Dr. Manhattan com 60 metros de altura andando sobre o Vietnã, o Comediante atirando em vietcongues com um rifle calibre .50 e botando fogo na vila... Ou Rorschach sendo pego pela SWAT - essa é uma sequência legal. São imagens que te desafiam do mesmo jeito que o filme desafiará. Quando você vir o trailer de Watchmen, você vai dizer 'Puta merda, isso é insano! Eu preciso assistir isso!'", completa.

Nenhum comentário: