!!Dicas ao seu alcance!!

26 de jun de 2007

Hoje tudo parece uma cópia de uma cópia de uma cópia. E não, você não está em um estado de insônia constante como Tyler Durden disse - enquanto estava com a sua roupagem de ser comum (ou seja: Edward Norton) - em “Clube da Luta”.

E como soar, parecer e escrever de forma diferente? Apostar na originalidade quase sempre emperra em um sabichão de plantão que “pesca” seus grandes tesouros como um “peixão” daqueles que só os bons pescadores/contadores de histórias, o sabem fazer.

Então como posso lhe sugerir algo mais interessante e de forma que o faça pensar nas mídias mais comuns e de fácil acesso? Vejamos... dar nomes aos bois sempre é interessante. Dar mais nomes ou opções nestas diferentes frentes culturais resulta em uma maior chance de acerto. Assim...

Música

Este ano três CDs de boas bandas novas residem suas cópias em alguma loja real/virtual de discos.

São elas: Arctic Monkeys, The Bravery e Klaxons. Todas são crias do som de duas décadas passadas, com fundamentação em seus baixos (o instrumento), repletas de boas canções e com um estilo sonoro que beira a originalidade xerocopiada de bandas que há certo tempo foram deixadas de lado.

E em seus três novos discos, residem seis das melhores músicas feitas, até o momento, em 2007: “Brianstorm” e “This House Is A Circus” do Arctic; “Believe” e “Split Me Wide Open” do Bravery; e “Golden Skans” e “Frailty’s Rainbow” dos Klaxons.

E olha que ainda falta minha audição reter maior atenção em “Era Vulgaris” do sempre competente Queens Of Stone Age e “Goodbye Alô” dos brazucas do Udora. Sem contar que daqui a alguns dias sai: “Our Love To Admire” do Interpol – agora por uma grande gravadora.

Leitura (na verdade gibis e de super heróis)

Até o momento e como moro em uma cidade distante do grande eixo Rio/São Paulo, algumas das dicas ficarão defasadas para os que moram em um lugar mais prestigiado do que eu. Mas vamos lá.

“Justiça” – gibi realizado por Alex Ross e mais dois caras. Na boa? Fazia tempo que eu não lia algo tão divertido e interessante com os heróis da DC Comics. Aqui a grande tríade – Superman, Batman e Mulher Maravilha - da companhia de quadrinhos que pertence a Warner Bros, acabam por fazer parte do grupo de heróis, mas não os principais. Isso sem contar a excelente arte.

“Avante Vingadores e Novos Vingadores” – parece ser a mesma coisa e aqui na verdade deveria estar somente uma dica de revista, certo? Mas são dois títulos e não dá para falar de uma sem dizer algo da outra, assim:

“Avante” - tem como participantes de seu mix personagens adolescentes ou descompromissados com a seriedade que a editora tenta impor a seus personagens principais. A revista é formada por “Jovens Vingadores” (escrito pelo mesmo roteirista das séries: “Sex & The City” e “O.C.”), “Os Fugitivos” (escrita por Brian K Vaughan, autor de alguns episódios de “Lost” e da impressionante revista em quadrinhos da DC “Ex-Machina”) e “Mulher Hulk” (engraçada ao extremo e com referencias importantes para o universo Marvel).

Já “Novos” de novidade só o título mesmo, porque os heróis que fazem parte do grupo são das antigas: Capitão América, Homem de Ferro, Luke Cage, Wolverine, Sentinela, Mulher Aranha e Miss Marvel. O destaque fica para o interessante roteiro de Brian Michael Bendis (este cara ainda via chegar aos cinemas e vai arrebentar) e os desenhos que sempre possuem excelentes desenhistas, um deles o brasileiro Mike Deodato Jr.
Além dos Vingadores, o título ainda conta com as histórias do novo título do “Capitão América” sob os roteiros do excelente Ed Brubaker (outro que já passou por seriados americanos) e desenhos de Steve Epting e Michael Clark.

E a sétima arte? Cinema:

E não é que o “Cheiro do Ralo” filme brasileiro que se Deus assim permitir será a indicação para as premiações do ano que vem, chegou as telas do Amazonas? Ainda não vi, problema que será resolvido na próxima quarta.

“Música e Letra” - parece ser mais uma comédia romântica, mas não o é. Hugh Grant entrega ao cinema mais um personagem inglês e único, que fez parte de uma banda famosa da década de oitenta e que agora – em tempos de revival - precisa dos talentos de uma simples jardineira para compor um hit para uma cantora com jeito de Britney. Alguns diálogos e situações são engraçados ao extremo.

E por último... bem daqui até terça que vem, estarei postando aqui uma matéria, extensa, sobre a terceira parte de três trilogias, que foram lançadas no mundo recentemente – “Spiderman 3”, “Piratas do Caribe: até o fim do mundo” e “Shrek, O Terceiro”. Até lá: Boa noite e boa sorte.

Nenhum comentário: